post livre de título

E hoje é dia de cabeça latejando. Maquiagem drag. Óculos. Ficar em casa compulsoriamente. Evitar clientes ou visitas. Na verdade, evitar seres humanos. Contato visual com eles eu não posso ter nenhum hoje. Chorei tanto, que meus olhos estão tão inchados que chegam antes que os meus peitos. Pode?

(tive um momento Amy daqueles)

Ai, ai, me dê aí minha concha que vou já me enfiar para dentro.

Dia de resolver um(agora pequeno) problema illustrator-ístico. Desde ontem com a p*%$a da selection tool desconfigurada. Inferno. Eu não poderia adivinhar e não sabia nem o que perguntar para o google. Prof remoto resolveria facilmente (assim que falasse minha lingua e entendesse a pergunta), mas estava off.

Deu. Outro assunto. Exausta. Colocaria hífen entre as letras para dar mais veemência, se não estivesse tanto.

Dia de Manu Chao. Me gustas tu.
Dia de Kosheen, quebrando o clima de vez. Isso num fone deve ficar perfeito (não tentei).

E para não perder o hábito: Koop. Strange Love.

Sorrindo já, amígdalas de fora e tudo, graças a uma alma amiga. E muita, mas muita vontade de rir outra vez.

Comentários

Martini Bianco disse…
Também me deu vontade de rir agora ;)

... e q Koop te acompanhe ;)
desculpe o auê disse…
Ah sim, Strange love é uma que está sempre na playlist.

Postagens mais visitadas deste blog

Como cada signo troca uma lâmpada

Dicas para disfarçar e controlar as lágrimas

Putz