Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2013

Doendo

Meu coração dói por antecipação. Tento ignorar o medo, mas nem sempre consigo.

"A vida sem freio me leva, me arrasta, me cega
No momento em que eu queria ver
O segundo que antecede o beijo
A palavra que destrói o amor
Quando tudo ainda estava inteiro
No instante em que desmoronou
Palavras duras em voz de veludo
E tudo muda, adeus velho mundo
Há um segundo tudo estava em paz"

Reconhece? Trecho de "Cuide bem do seu amor". Porque isso é uma constante na minha vida. As coisas mudam a cada segundo, principalmente coraçãozisticamente falando.

Não me chame de pessimista, mas como as coisas dão errado ou mudam a todo instante é bem difícil esperar o melhor. E mais difícil ainda acreditar no eterno, no para sempre, no constante. Nunca sei quando será meu próximo surto, ou próxima descoberta. E nem falo de traição, já que isso ainda nao fiquei sabendo, mas de julgamentos, opiniões, discussões. Tipo está indo tudo muito bem até que o sujeito me chama de inconsequente. Nem pr…

Trocando de roupa

Esse blogue volta a se chamar Traduzindo para o meu hebraico, como era a anos atrás. Parece que realmente, ninguém me entendo ou não me faço compreender. Não posso emitir nem um décimo das minhas verdadeiras opiniões, meu pensamento não combina com o da maioria. Então fico com meus botões e tenho uma necessidade do cão de me expressar. Não tenho pintado, nem criado nada, nem corrido, nem dado socos na parede por isso o blogue.

Escolhi "hebraico" por ser incomum, mas não impossível. Vou traduzindo os acontecimentos para a minha língua, para o meu entendimento. Escrevendo a gente se entende.

Não sou boba a ponto de achar que quase ninguém fala hebraico. Mas quantas pessoas você conhece que falam essa língua?

Para que câmera devo me dirigir, produção?

Desde que fui demitida fiz 3 entrevistas. Três direções, mas seis ou sete perspectivas, porque poderia aceitar   dois empregos e ainda ter o marketing digital à noite.

Fechei com a que me consumia o dia todo e não aceita que tenha outro emprego/atribuição à noite por que essa, embora me dê menos dinheiro me dá mais estabilidade.

Suicídio.

Não sabendo ao certo que rumo tomar, deixei os acontecimentos me levarem e eu que sempre fui tão convicta, tão corajosa me sinto sem o domínio das minhas decisões. Como se caísse em queda livre.

Será que criei juízo?

Hoje fui demitida. Em outros tempos teria contado em detalhes, e cada evento no seu tempo para dar ao leitor a noção exata do que aconteceu para que eu chegasse nesse ponto. Vou poupá-los dos detalhes sórdidos e de esmiuçar a "pequeninisse" de certas pessoas. Só adianto que o pensamento medíocre é uma das doenças que mais contamina. Tem até livro falando disso.

É a primeira vez que perco o emprego.

Confesso que ter dois filhos pequenos, contas para pagar e aluguel caro para c@¨%$#(*  sem apoio financeiro de ninguém dificulta bastante as coisas.

Se antes eu me sentia como um inseto com as asas viradas para baixo se debatendo em vão era para me sentir liberta agora, não era? Pois é. Ligeiramente.

Já passei por situações bem mais difíceis. Passei por crises horríveis, perdas tremendas, mudanças de rumo mas ainda nao tinha me sentido como me sinto hoje. Não sei explicar. Se tem uma coisa que odeio é estar confusa e... estou. Muito. Tanto que mesmo num momento como esse nem fiz q…

Uma dose de suavidade não faz mal a ninguém

Imagem
Visual de um sábado de manhã. A punk aqui resolveu dar uma repaginada e o Jack me deixou assim. Hoje que a preguiça de escovar os cabelos bateu não consegui reproduzir o mesmo efeito e ao invés do Jack, parecia que quem tinha cortado meu cabelo tinha sido Edward, mãos de tesoura.

Quem nunca?