sábado, 24 de setembro de 2016

Constatações

Lembrei de um trecho que eu li esses dias sobre a forma como as pessoas nos tratam. Reflete o dia que tiveram e não a forma como nos vêem.

Beleza. Só por esse motivo vou tolerar. Mas certas arrogâncias são bem desnecessárias.

Constatações

Dai tu descobre que ter os sábados livres é uma liberação. E lembra que quando se submeteu à isso, na sua grande maioria foram dias felizes.

De qualquer forma, não importa o dia. O resto todo importa bem mais. Quando estudava 16 horas por dia era tão livre quanto quem não trabalha sábado.

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Não são apenas frases soltas

Ontem li um artigo no LinkedIn que me fez pensar em tanta coisa... como é bom quando encontramos poesia pelo caminho! Como é bom quando nos encontramos, nesse mesmo caminho!

Riso irônico

Antes, em períodos mais difíceis costumava dizer que me sentia como se estivesse saltando e me parecia quase impossível pousar. Agora é diferente. Já pisei no chão. Eu sou a louca que ri pisando na areia. Nas pedras. No lodo.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Meu querido diário

Tentando organizar o pensamento, as emoções e as expectativas. Nao adianta repetir para si mesma "sou um sol resplandecente" se a pessoa sabe que está cheia de buracos escuros.

Drama?
Claro! Sim, e muito! Preferia a época da ironia, do sarcasmo barato e do desdém. Mas os tempos são outros, mudei muito e agora sou assim. Lendo textos antigos faço uma única ressalva sobre o conteúdo dos mesmos: se nunca fui vítima por que me colocava dessa forma nas entrelinhas.

Dizem que não se pode amar o que não se conhece. Estou tentando me reconhecer. Cadê minha franja? Cadê minhas tatuagens? De que cor é meu cabelo? Nem sei se uso óculos mesmo pois, embora me façam falta todos os dias, dá para contar os dias em que estou com eles. Afinal sou gostosa, gorda ou slim?

Seria eu a mais legítima camaleoa?

Sou eu tão boa mãe assim se sou capaz de deixar meus filhos por longos meses para trás mesmo sabendo que é só um capricho deles e não o melhor a longo prazo? Uma coisa é certa, com a distância vão dar mais valor para a mãe deles e só temos a ganhar com isso já que a adolescência vem aí e preciso de voz sem gritar. Se santo e casa não faz milagre e considerando que o santo em questão se resume a mim, vou dar um jeito de fazer milagre, sim!

Sou eu mulher tão passional assim que ainda não deu um jeito na distância? Não quero misturar as coisas. Tenho medo de chegar lá e conhecer um namorado diferente, que se entrega menos do que hoje. Mas pior que isso é minha impaciência, meu pavio curto que tento controlar a vida inteira e depois que eu desisto não tem o que me faça voltar atrás. Não quero isso. Quero a certeza de que vamos viver uma relação equilibrada ja que somos os dois bem inteligentes e até certo ponto maduros. Mas se o valor dele está nele mesmo e não nessa doação por causa da distância... Bom, tem a questão da rotina. Não sou mais tão várias como eu era.

Será que é mesmo isso que eu quero mesmo, mudar de cidade, emprego? Sim, eu quero e minhas asas ansiosas por se abrirem logo estão pedindo muito por isso e faz tempo. Nunca fiz parte daqui embora já tenha aprendido a amar esse lugar. Mas não faço nada nesse sentido. Exatamente no momento que mais preciso não tenho tanta coragem. Vai ser como tomar um banho gelado: não pensar, apenas entrar na água. Mas eu quero sentir a temperatura da água, meu deus! Por que é tão difícil ir adiante quando tenho tudo o que preciso, motivos e objetivos? Tenho portfolio, criatividade, gana, gosto de novidade, entendo de tendências, sou antenada (apenas mal informada no momento) e porque nao consigo enviar meu portfolio de uma vez? Uma vozinha diz que nao estou pronta e que nao é a hora. Vozinha, eu vou cortar a sua língua.

Já dizia o criador na internet: se não eu, quem e se não agora quando?

Perdi a coragem ou amadureci. Não sei. Não, só me desorganizei um pouco.

O que me deixa desnorteada no momento é a minha ausente alegria. Aquele contentamento gratuito que já pedi mil vezes. Por esses dias não é somente a falta de brilho que me incomoda, é uma falta de fé nas coisas e nas pessoas. Em todas. Antes me queixava que não via alegria nas coisas. Hoje nao vejo motivos para gostar das pessoas a não ser os que estão longe. Talvez por me sentir sufocada. Não confio nas pessoas por que eu nao vou estar aqui então nao busco o que eu mesma nao posso oferecer.

A palavra que mais de define é solidão. Estou namorando e ele não tem nada a ver com isso.  Mas... ele nem imagina como anda meu estado de espirito e eu me sinto uma farsa. Um eterno f5 para ver se encontro às respostas.

Meu anjo da guarda está com as duas mãos na cabeça exibindo aquela expressão de alarme interno.

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Dia do Homem

De tanta admiração que tenho pela forma como os homens levam a vida e encaram certas coisas que por vezes me confundo com um. Penso como homem. Mas... sou mulher. E não venham as outras mulheres torcer o nariz pois é puro desdém, queriam elas essa liberdade, despretensão e pensamento reto também.

Todas querem pegar quem tiver vontade, ser dona da própria vida sexual e sentimental, e fazer um monte de outras coisas tipicamente masculinas como ir a um boteco, conversar no meio da rua, encher a cara e voltar para casa sozinha.

Faço tudo isso com várias camadas de rímel e saia. E se achar mais fácil ir de converse e jeans, é assim que vou.

Mulheres tem muito o que aprender com os homens ainda.

Só tem uma coisa que não consigo como um homem, mas é assunto para outro post. Sobre vida sexual.


segunda-feira, 6 de julho de 2015

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Sobre o mundo em JPEG

Adoro essa sabedoria de facebook:

-ame sem esperar nada em troca. - aham, vai nessa! Vai amar desse jeito até quando? quinta? Três tapas na sua cara para aprender a se dar valor, meu bem!

-quem ama acha um jeito de ta junto - sei... conheço gente que ama e tá muito longe e conheço gente q ta junto e nao ama coisa nenhuma.

e umas frases ai sobre ficar com quem te valoriza: quanta apelação. E se eu não gostar de quem me valoriza? ?Vou tá sendo cruel com quem me valoriza tanto...

Tem tantas... Se a gente seguir a sabedoria do face com certeza estaremos perdidos, iludidos e ferrados.

terça-feira, 23 de junho de 2015

Meio Florbela

Tenho amanhecido com uma vontade de comunicar que só eu sei... De tudo, desde pequenos e grandes desabafos até comentar a manchete do jornal. Só não sei porque sinto tanta culpa por querer expressar...
E me incomoda o mau humor matutino das pessoas e mais o fato de terem orgulho disso. Eu tenho, mas tento inutilmente contornar.  Daí minha vontade de comunicar o que quer que seja fica contida.

Não sou a pessoa mais alegre nas primeiras horas, mas nem de longe azeda, apenas não gosto de responder perguntas. Não me faça perguntas, nem as que exigem resposta monossilábica e está tudo certo. Meu sarcasmo é do dia todo ainda que contido como o mau humor da manhã.

Quanto ao resto do dia, tenho tido essa vontade absurda de criar, de falar, escrever, desenhar, produzir... como Ana dizia: um grito contido na alma. Precisando de poesia para liberá-lo.

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Aquela gana

Hoje acordei com um grito (contido) de chega na cabeça. Vontade de mudar tudo a começar pelo meu status de relacionamento.

Um garoto que se separou faz pouco agora cismou que é meu namorado. Isso seria tranquilo se meu coração não pertencesse a outro e se ele não fizesse de tudo para chamar minha atenção, na expectativa de que eu agisse como a ex agia. Acho tão falso, mas tão falso que me deu um estado de "tudo menos isso". Essa fuga dessa pressão me tirou a energia e a alegria por uns dias. Não estou aliviada, pois já dei a real várias vezes e nada mudou. Ou tem meu sentimento mais lindo que é minha amizade ou tem sexo casual. Os dois não.

Depois de reavaliar tudo isso, ainda fico pensando porque mesmo não estou com o cara que gosto tanto? Daí vem a vontade de mudar tudo outra vez, só que tirar sentimentos profundos do coração leva mais tempo do que eu gostaria (e ainda me consideram do tipo que desapega rápido!).

Respiro.

Preciso de um tempo só, com as minhas dúvidas. Depois eu volto e escuto. Mas por uma noite quero ser somente eu.

terça-feira, 16 de junho de 2015

Agora é certo, fato, fatíssimo

Sempre tive medo de criar raízes e me sentir aprisionada. Bom, se tiver raízes mas mantiver as asas abertas, ainda terei relativa sensação de liberdade. E liberdade é como ar para respirar. Agora tenho medo de não criar raízes e procuro um lugar, um motivo para fazer isso.  Como não foi aqui que encontrei me sinto no dever de procurar, procurar e procurar

Me preparando para no inicio do ano que vem mudar de cidade de novo. A cidade que vou fica a menos de 100 km de onde moro. Mas é ritmo, estilo, tudo diferente. Nada de amigos, lugares para ir. Eu, meu filhos (que de inicio ficarão aqui) e meus objetivos.

Não sei se estou fugindo ou buscando. Talvez as duas coisas. Mas o fato é que vou tirar esse peso das costas abrindo as asas.

Status de relacionamento #2

Consegui desfazer a ideia de "estamos namorando" para você está namorando ainda que eu não concorde.

Já vai para a friendzone. Cortaria de vez, mas tenho um carinho, pena, sei lá. Não acho justo.


quarta-feira, 10 de junho de 2015

Status de Relacionamento

Saudade de voltar para casa sozinha. 

Quero minha vida de solteira de volta urgente. Antes do dia dos namorados de preferência.

About