Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2011
E aquela antiga palpitação não dava trégua, então fui ao hospital.
Vai, que desse a sorte de encontrar dr House, nunca se sabe.

Antes de tudo, falei que não tinha certeza se o meu caso seria só frescurite crônica ou se poderia entrar em pause e o médico (um belo espécime, por sinal) me avisou que não, meu coração não vai parar assim do nada aos 30 e poucos anos.

Tudo psicossomático.
Recomendou que fosse novamente ao cardio e que desse um jeito de controlar a ansiedade. OK. Ortomolecular, então. "Ah, sim, ajuda!" disse ele. Por via das dúvidas, me deu um Valium e um eletro. O Valium fez efeito antes do que eu pudesse imaginar (pensei em 20 minutos, mas foi beeeem antes disso) e fiquei excitadíssima já durante o eletro e se engana quem pensa que foi por causa do doutor, pois foi uma enfermeira bem sem gracinha quem me acompanhou.

Depois disso alguns minutos na sala de observação. E a vontade de rir? Encontrei uma amiga na sala de observação, nem sei ao certo porque ela estava …

E meus cabelos

quanta diferença!

Como dizia um antigo comercial.

Hoje não estou só mais velha, nem só mais magra. Nova.

 Hoje volto a estudar e prometo fazer as pazes com o Excel. Bu the way, cortei os cabelos. Fiquei mais... leve? Jovem?
Está como a Rapunzel no final do filme Enrolados, só que loiro.