Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2009
Tomei banho faz um tempo, tô com aquele cabelo wild. Vou lá fazer um favor para todos os que são obrigados a olhar para mim: escovar.

(Será que é por isso que minha filha chora tanto?)

Boas risadas, vale a pena

Sobre o post abaixo: bem melhor agora. Já ri um pouco, e como eu tinha pedido, não foi da minha desgraça. Foi disso aqui . Ela é criativa, confira você mesmo.
Nada de posts diários, tem dias que não dá tempo. Tenho tentado me manter equilibrada e na maioria das vezes com sucesso. Mas ontem não deu, porque não foi um desequilibrio meu. Meu marido e eu brigamos, vemos as atitudes um do outro de forma bem diferente. Eu juro que to tentando entender o ponto de vista dele mas tudo o que consigo é notar o quanto as coisas mudaram entre a gente.

E eu que antes sabia (e saber tem muito valor) que era especial para ele, na verdade, especiais um para o outro, agora não passamos de uma desmiolada difícil de conviver morando com um homem superficial, egoista e que ainda acha que é a vítima.

Éramos pessoas especiais, agora somos comuns, nem discutir conseguimos. À beira da mediocridade.

Pena... Era meu grande amor, mas como transformar é meu verbo, vou lá mais uma vez cuidar de mim.

Agora vai!

E quando eu decido uma coisa, nada me desvia do meu objetivo.

Dessa boca não sai mais nenhuma palavra. Prometo.

I promess you

Prometi ontem não discutir mais. Não tocarei em nenhum assunto que possa dar briga.

Eu já não faço convites porque sei a resposta e é chato ficar ouvindo não sempre e depois de entender os motivos pelos quais a pessoa não aceitou e ficar pensando: é mesmo, ele tem coisas mais importantes para fazer, vou entender.

Já não faço mais carinho para não distrair quem está fazendo a tal coisa importante que não pode deixar para depois. Se ele não aceita o mais atraente dos convites, quem sou eu para interromper? E não gosto de ser ignorada. Ah, isso não.

Não fico no mesmo ambiente nessas horas, porque não gosto dessa história de corpo presente, alma sabe deus aonde. Prefiro um tempo só nosso, e sem hora determinada, espontâneo, ocasião em que o diálogo pode fluir, suave. Isso evita brigas.

Com todas essas medidas, meu casamento vai continuar afundando, pelo menos para mim.

Mas vou ficar insípida, inodora e incolor: bem ao gosto do "fregues".

O choro mais doído

é o choro que a impotência provoca. Quando não se pode fazer nada, e a sensação de incapacidade toma conta de tudo, fazer o quê?

Se alguém souber o que fazer numa situação assim me avise.
Excluindo, é claro, a opção rir. Não quero parecer retardada rindo sem motivo.
Hoje é aniversário do meu pai e eu não vou vê-lo mesmo morando a 80 km apenas.
Semana que vem, dia dos pais, também não vou vê-lo.

Outubro tem aniversário da minha mãe. Pensa que eu vou? Se eu esperar que meu marido decida, ele vai querer ir em setembro. Ele já disse. E eu também não estive lá no dia das mães, também não fiquei em casa curtindo o meu dia, fomos ver a mãe dele.

É ou não é egoísmo, ou uma forma clara de mostrar quem manda? Faz tanta diferença assim para ele ir antes ou depois se sabe que irá um dia ou outro?

Sim, eu tenho que pular de alegria... Se eu for de ônibus e deixar ele aqui, aí a egoísta serei eu. Então tá.

Dia difícil

Não consigo parar de chorar. Eu queria tanto minha alegria de volta...

E ainda é de manhã.

Saudade sem tamanho

do meu filho. Eu temo tanto pela vida dele, ainda mais quando ele está longe. Não ando em paz com esse assunto, remorso, saudade, sensação de tentar e não conseguir.

Filho, se um dia tu ler isso: a mãe te ama muito, mas muito mesmo, e não importa o que tu faça, eu vou te amar sempre. Prometo que te "olho mais".

Não sei...

Essa fase nova da Mariana tá me matando. Eu já não andava lá essas coisas...
Não sei se são os dentes que estão nascendo ou se é só vontade de ficar no colo. Eu até entendo, com o frio que está fazendo por aqui, perto de zero. Até eu gostaria de estar aninhada, fosse com quem fosse, poderia ser meu marido, ou meus filhos.
Minha menina continua chorando... tive que parar inúmeras vezes para pegá-la, como não consegui me concentrar no trabalho, aqui estou eu, onde um texto espera impassível por horas na minha frente.
Eu fiz testes cruéis em animais, derrubei inúmeras árvores, cometi um atentado terrorista de tão irônica que fui no post abaixo.

Tentando se sentir melhor? Up na autoestima?

Agora que tenho quase trinta descobri a solução: conhecer alguém que está separado por tempo suficiente para não sentir mais saudades da ex. Você acaba de entrar numa disputa velada e tem como maior arma o olhar apaixonado e por isso generoso do cara. Nesse momento você é tudo. Aproveite esse instante, pois ele passa, mas fique atenta, vai se sentir total quando, sob o ponto de vista dele você já não é mais. Sua comida é um sucesso. Ele nunca foi tão feliz, em todos os aspectos, inclusive na cama. Você leva jeito com crianças, mesmo que as queira bem longe! Você é linda bem assim, sem muita produção e sem maquiagem. Se sua briga for com a balança, está com o peso ideal nesse momento. Se a questão for com a lua crescente, seu cabelo tá no comprimento exato! Linda! Você merece um troféu, tamanho o seu sucesso!

Numa comparação com a ex, você sai ganhando em todos os quesitos. Ela não está lá para se defender.

Mas eu não sou cretina, ao contrário, sou cética. Isso passa. Meses depois, você …
Alguém me ajude a ter 5 minutos sem choro de bebê!

E meu marido não entende como ficar em casa pode me estressar tanto!

Bom, vou tentar não ouvir (coisa que tem filho sabe que não é seguro), se não conseguir, vou chorar também...
Às vezes, me divirto com o que as pessoas devem pensar a meu respeito. Um exemplo, é quando estou ouvindo música, tenho certeza que meus vizinhos imaginam onde estão minhas tatuagens e piercings que até hoje ninguém viu.
Outra situação é quando alguém descobre que meu marido me chama de cobra, assim, naturalmente. Cobra é meu apelido. Quando questionada, eu respondo apenas que ele não está iludido, é bem realista e sobretudo sincero.

(e a menininha grita: vou lá mais uma vez)
E segue a vida dessa singela dona-de-casa (será?).

Ops

Prometi post diários para mim mesma, como forma de desbafo, autoconhecimento e de encontrar de forma compulsória um pouco de alegria. Tá difícil, não tenho navegado, andei doente, ainda ontem tive febre.

Mas o motivo maior, tá alí, sentadinha no chão, brincando com um potinho e faz um minuto que não dá um grito sequer! Minha filha de sete meses chama por mim o tempo inteiro. Não estou me queixando, embora deva admitir que ser solicitada a todo instante seja um pouco cansativo, se era isso que faltava para que eu me sentisse total, então tá, tenho alí uma fã.

Vou, lá ela soterrou a si mesma com uma blusa. Vou salvá-la!

Essa foi uma das páginas em que eu estive.

Sobre o post abaixo, meu marido disse que deve ser por isso que meu cabelo tá liso até agora...
No sábado, me senti uma gata, não pela beleza, mas pela preguiça. Deitei em todos os lugares possíveis da casa, comi, tomei leite e, como uma legítima felina, lambi as patinhas e passei na cabeça. Coisa boa esquecer o relógio de vez em quando!

Mas como nem tudo são flores, domingo foi o maior stress. Amanheci com os olhos inchados de tanto chorar. To me sentindo mal, e, mais uma vez com aquela sensação de ter feito demais, dito demais, existido demais, quando na verdade, o que fiz foi pouco. Deus, me ajude a encontrar uma saída...

Vamos nos concentrar no sábado, li coisas ótimas na internet

Orgasmo

Orgasmos múltiplos?

Nada como um orgasmo mudo, velado, intenso.

Isso merece um post, mas não vou me extender agora, fica assim, como uma frase solta, faz de conta que leu em algum muro por aí.

Sobre a briga

Eu ainda penso na briga que eu tive com aquela mulher cujo único valor ( sim, é um valor, não vamos ignorar) é a bunda. Já disse que prefiro a minha e me envergonho de voltar a falar nesse assunto, mas, me desculpem se eu tenho típicos aspectos femininos e, preciso digerir esse assunto falando a respeito...

Contei alguns trechos da briga aí embaixo. Acho que vou por um marcador para ficar mais fácil de achar. Não sei se quando falo no assunto me faço entender, por isso a angústia. Pequena, mas angústia. Não gosto de ficar me justificando todo o momento, mas não quero passar por barraqueira não sendo. Se eu fosse, talvez tivesse peito para dizer "sou sim, e daí?" mas, só tenho o peito, não essa convicção. Evito confrontos porque sou movida para evitar stresses desse tipo e, minha mãe ensinou que é muito feio ficar brigando com as pessoas. Agora que já tenho quase trinta, descobri que mais feio ainda é ter a minha idade e não saber se defender, dizer não, ou exigir sim.

Tõ bem m…
Hoje vou ouvir manu chao até à noite. Eu ia dizer que seria até cansar, mas a noite vai chegar primeiro, e junto com ela, o dono do computador.

Já disse que sou igual criança, que quando gosta de alguma coisa quer de novo, de novo e de novo?

cabelo bandido parte 1

- cabelo integrante das Farc- rebelde, armado, mas solto. Não há o que fazer.
- com habbeas corpus - é rebelde, mas foi solto.
- policial - armado, mas contido. Como o da moça que apresenta o Bom dia:)) brasil.

cabelos

cumprindo a promessa de posts diários:

Eu achava que era o cabelo nos olhos que me causava dor-de-cabeça e por isso cortei a franja. O pessoal aponta para mim na rua me chamando de índia potira mas a dor continua lá.
Uma das precauções que eu tomei para me livrar dessa nuvem que insiste em pairar sobre nossas cabeças é ir ao centro espírita. Uma das razões é que esse assunto me atrai, outra é que eu acredito realmente que vai nos ajudar e a outra, é que algo precisa ser feito hoje ainda.

Hoje vamos sair à tardinha, para ir ao tal centro. Isso me faz lembrar um diálogo que postei logo alí, abaixo. De uma olhadinha e me deseje sorte!

Lembrando que bonitinha é uma feia arrumadinha.

comida de nenê é bom, sim

Ainda bem que eu resisto à críticas culinárias já que minha comida não é lá essas coisas. Na maioria dos dias ela serve apenas para matar a fome. Eventualmente faço comida boa, e com menos frequencia ainda algo que mereça o adjetivo mais usado aqui em casa: divino.

Frango de ontem, molho muito denso, fritou demais. Sem feijão. Saladinha de maçã com salsa - não imagino o resultado da mistura. O arroz queimou. Ainda bem que eu tinha feito uma sopa para a minha filhinha com legumes e folhas de couve inteiras. Todos nós comemos o que seria a papinha dela hoje ou ficaríamos com a salada e o frando. Tô com fome ainda.

Eu. Por mim mesma. Nua.

Mantenho três blogs, procuro coisas interessantes para ler sobre tudo, portanto, não sou atrasada (ou tão) digitalmente. Quero dizer que tão desinformada faço de tudo para não ser.

Trabalho com artesanato e costura, para dar vazão a criatividade, ter tempo para os filhos mas sobretudo porque não consigo ficar parada, e, como estou recolhida na minha concha, melhor trabalhar em casa. Não sou acomodada. Estudo html e logo, logo, assim que puder, vou entrar no mundo Java, coisa que espero ansiosamente. A-d-o-r-o desafios ( o que não impede que o medo me acompanhe) e pretensão é o que não me falta. Agora, você já tem dados o suficiente para concluir que além desses atributos todos, sou exibida. Pois bem, respire e prossiga, a coisa não é bem assim.

Sou bonita, concluo, já que beleza é um estado de espírito, um conjunto da obra. Ao menos procuro ser a todo custo esse conjunto da obra que estabeleci. Mas plasticamente falando, me visto bem, talvez não com gostaria, mas dentro que sou capaz. …

E fazem a gente passar por isso (a briga)

Tive uma discussão com uma mulher. Quase um barraco. Veja no que deu...

Vou dizer como: ela queria sair para a rua para brigar, é daquelas que na falta de argumento manda calar boca, pergunta quem tu é, afirma que tu não é ninguém, essas coisas. Baixaria total.
Eu disse, que se ela queria sair no tapa marcaríamos na minha casa ou na dela (para que eu pudesse treinar antes, não é do meu hábito sair no tapa), mas que se ele quisesse conversar poderia ser alí mesmo. Falei que depois de um sonoro e sem conteúdo "cala a boca" eu não discutiria e que ao contrário dela que só tem bunda para exibir por aí eu tinha cérebro e, que argumentos não me faltavam tive que ouvir que eu tenho inveja da bunda dela. Gente... Prefiro a minha! Eu não sou feia! E mesmo com dois filhos sou mais bem de corpo do que muita guriazinha por aí, tenho que adimitir, já que a beleza entrou no jogo. Não tenho a metade da pança da agressora.

Sobre quem sou eu, argumentei que eu trabalhava, ao contrário dela que …

Clichês

Meu marido ( sim, eu tenho um, mais tarde explico o porquê) vive pedindo para que eu cante, pode ser qualquer coisa, desde que eu cante. Como não quero que ele pronuncie "Get out! Now!" e preciso manter uma certa imagem, me nego. Bom, já contei que meu filho, quando era bem pequeno, pedia : não canta, mãe, não canta, e que da última vez que arrisquei um atirei o pau no gato versão punk (ou seria trash?), minha bebê riu sem parar e o meu filho quase teve um piripaque de tanto rir.

Para valer a pena e surpreender pelo repertório eu deveria cantar Thank you da Dido, mas a comparação seria infeliz. Não tem como. Imagine!

Fico devendo, my fucking husband, mas devo lembrá-lo, que tu já perdeu a oportunidade de correr em minha direção em slow motion, nunca me deu flores, nunca rodopiou comigo no colo.

Agora confesso que te amo, entre outros motivos, porque tu evita clichês e teve muito mais sensibilidade do que o gesto de mandar flores me faria supor.

Pílula em forma de risada

Tomei várias medidas para curar a depressão que não só insiste em me acompanhar, como também só aumentou nessas últimas semanas.
Uma delas é postar todos os dias. Isso me ajuda a organizar as ideias, os sentimentos e colocá-los de forma mais objetiva. Não dá para falar sobre si mesmo ou sobre assuntos um tanto subjetivos recorrendo a todo instante ao "entende?".
Outra medida que eu tomei é procurar sempre algo para rir. Apesar da melancolia, meu riso vem fácil. Na verdade, quanto mais triste ou mau-humorada estou, mais rio por dentro. Acontece que o sarcasmo nem sempre faz bem e tão bom rir para fora, às gargalhadas, ou ao menos rir de alguma coisa que mereça ser comentada.

Exemplo da risada interna sarcástica: sete pessoas num chevette (é assim que escreve?) sofreram um acidente. Eu ri internamente pensando: morreram todos? Isso não é situação que mereça uma gargalhada, eu tive um pouco de pena. Só não tive mais, quando vi que uma menina de dezessete anos sobreviveu para conta…

Uma cética pode ser mística?

Claro! Depois de pensar muito sobre o assunto e de concluir que eu sei muito pouco sobre certos mistérios (e sou atraída de forma incontrolável por tudo o que está oculto), segue abaixo uma lista com o significado de algumas pedras. Difícil é conseguir um diamante e usá-lo para fins terapêuticos.

Agata - Ligada a terra, ajuda na obtenção de equilíbrio físico e mental. Desperta a consciência e nos ajuda a uma maior aceitação de nos mesmos. Criando autoconfiança, ajuda sistema digestivo.Amazonita -Acalma o cérebro, o sistema nervoso, e nos ajuda a filtrar e associa-las a nossa intuição natural. Também possibilita a descoberta de novos caminhos.Ametista - Controla o temperamento, reforça a produção de hormônios e fortalece os órgãos responsáveis pela limpeza do sistema circulatório e sangue, do sistema imunológico e do metabolismo do corpo, acalma o sistema nervoso, insonia ou sono tumultuado, bom para meditação. Não é indicado para pessoas deprimidas, porém é muito útil para pessoas q…

A diversidade humana. Ou seria adversidade humana?

Imagem
Uma das minhas "abstrações" favoritas é observar as pessoas. No ônibus, na rua, no supermercado. Antes, quando nem percebia que eu fazia isso o tempo todo eu me sentia meio mal, constrangida, mas não por mim, pelas pessoas que eu via. Tem de tudo: modernosa, modernoso, gente do século passado, normais, anormais, e alguns tipos que me intrigam muito: as que mastigam a propria língua e ainda assim exibem um chanel de bico como se esse fosse o corte da última moda. Banal. Normal. Já deixou de ser ousado. Qualquer mulher sem nenhum estilo e zero de ousadia pode usar um chanel de bico bem chapadinho. Se não deveriam, aí é outro post.
O cabelo que eu vi na mulher errada era mais ou menos como esse aí em cima.

Não acompanho modismos, por isso posso falar. Não sou das mais atrevidas no vestir, mas tenho sestilo e jamais usaria certas coisas como uma sandália como essa aqui:Por que as mulheres não aderem ao visual completo e não usam uma espada combinando? Ou descombinando? Quanto mai…

Loading

Imagem
Adorei a idéia. Enquanto estava grávida, eu poderia ter usado.

Diálogo curto

- Eu já estou pronta e as crianças também. Vamos, então?
-Pode ser amanhã?
-Pode, mas eu estou pronta e as crianças também...
-Tudo bem, vai te arrumar...

Imagine a minha cara de wath a hell?

Traduzindo para o meu hebraico:
1. Ele não viu que eu estava toda maquiada por que? Será que nem a maquiagem dá um jeito ou eu sou sempre bonita assim?
2. Ele não me ouviu falar?

Mas ao contrário do que possa parecer, não passou de um diálogo engraçado. Nenhum animal foi molestado, nenhuma árvore foi arrancada da mãe natureza, nenhum salto quinze atingiu a testa do marido distraído (ou mal-educado, a gente não sabe ainda), e rimos do acontecido.
E eu que tinha prometido para mim mesma, para quisesse ler, para quem quisesse ouvir que seria mais ligth nos comentários -aqui e em qualquer outro lugar- não consigo parar de pensar no mesmo assunto. Assunto que me tira o sossego: trabalho. Na verdade, o pouco andamento. Posso até rir fácil, como é da minha natureza, mas não posso negar que tô puta!

Aqui em casa, quando eu assumo que to puta, e meu marido diz que a noite promete não é de sexo que estamos falando.

eu poderia digitar um enorme grrr mas o medo de cair no lugar comum me impede
E mais um dia vu dormir com aquela sensação bem conhecida de ter falado demais, pensado demais, chorado demais. Existido demais.

Irmã mais velha é para essas coisas

Eu sempre dizia para minhas irmãs: Homem tem que fazer rir. Pode ser bonito, por que não? Pode ter dinheiro, ou pelo menos uma certa estabilidade - pode ser momentânea, por mais paradoxal que isso possa parecer- mas sem bom humor a vida é um saco. A beleza se vai, a gente supõe. Ou não, tem gente que quanto mais velha mais interessante, e por isso mais bonita. O dinheiro, é bom a gente também sabe, mas ouvi relatos de que pobres riem. Por quê? Por que tem bom humor

Seja qual for o problema, se as pessoas que convivem contigo sabem rir até da desgraça, tudo será mais fácil e bom humor, uma visão engraçada da vida nos fazem muito mais felizes

Eu dizia isso porque acreditava. Mas agora que eu vivo com alguém tão irreverente quanto eu, falo com propriedade: sou muito mais feliz, mesmo com todo o ceticismo e azedume que deram nome ao blog.

Bom, todos conhecem as minhas amígdalas, já desloquei o queixo várias vezes.

P.S.
Não confunda ceticismo e acidez com chatice. Ser cética é o resultado da ma…
Tanto para dizer... Vou fazer um café enquanto decido.

Is dead.

Olha o que a morte faz com a cabeça, e principalmente com a opnião das pessoas: "endeusa" tudo. Maldito medo da morte, ou seja lá qual for a motivação que leva as pessoas a aceitarem tudo de quem morreu e colocar um expoente no que consideram que o morto fez de bom ou belo. É triste ver quem não gostamos ou não admiramos morrer mas o pior é ver também seus pecados mais escabrosos perdoados. Eu diria até que quanto maior a promiscuidade, maior a santidade póstuma. Um saco!

Pode ser que, enfim, tenhamos uma trégua com o enterro do Michael Jackson. Reconheço que ele foi grande como cantor, mas não entendo como gostar de uma música dele. Eu não consigo esquecer que ele molestou crianças, mesmo com todo o respeito que eu tenho por certos doentes da cabeça.

Achei no empurra com água

01- Morri, mas continuem acessando o meu blog: www…02- Fulano era um grande pai, um marido apaixonado, um exemplar colega de trabalho… (leia mais em www…)03- A funerária Pés Juntos foi a única capaz de dar a Chiquinha uma homenagem digna de uma mulher forte e a frente de seu tempo (em respeito a você, informamos que esse epitáfio é um Publieditorial).04- Aqui jaz Ciclano. Anuncie.05- Anúncio relevante: saiba como emagrecer 15 quilos sem esforço.06- Morri #comofas.07- Com exclusividade, morri primeiro.08- 404: o que você procura passou dessa para uma melhor.09- Dessa vez é sério: o blog acabou.10- Prometo que volto.
encontrei aqui

Mais epitáfios

Imagem
Do bêbado: Enfim sóbrio.Do rico: Enfim duro.Do invocado: Tá olhando o quê?Do maldoso: Chega aí!Do chefe: Bata antes de entrar.Do funcionário público: Dirija-se ao túmulo ao lado.Do judeu: Alugo vagas.Do crente: Fui! ... Pro Céu!Do espírita: Volto logo!Do policial: Circulando! Circulando!Do prevenido: Abrir de hora em hora.Do comerciante: Fechado pra balanço.Do sambista: Sambei!Do bailarino: Dancei!Do viciado: Do pó ao pó.Do folgado: Não perturbe!Do político: Procurem meu advogado!Do paquerador: Você vêm sempre aqui?Do desastrado: Desculpa qualquer coisa!Do bombeiro: Apaguei!Do açougueiro: Desencarnei!Do arquiteto: Fiz a passagem!Do sapateiro: Bati as botas!Do terrorista: A morte é uma bomba.Do humorista: Não achei graça!