Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2012
Imagem
Ok, estou no intervalo. Devo desligar mas não consigo. Sou workaholic assumida não importa onde esteja trabalhando. As coisas continuam ladeira abaixo e eu acabei deixando. Quanto antes forem, antes tudo fica melhor.

Nada de marketing. Nada de arte. Nada de expectativas. Só o que bem definiu Milan Kundera como sendo a insustentável leveza do ser. Ou quase isso, já que leveza sugere ausência de problemas ou de objetivos. E tanto problema quanto objetivos tenho aos montes. A esperança é que por vezes diminui até quase sumir. Mas deixa estar, nada como um dia após o outro e um encontro inesperado, um e-mail, ou um insight para mudar tudo.

E tem gente que acha ruim ser bipolar.

Se eu agir estranhamente

terá sido por causa do post abaixo. Não querendo se chatear nem leia, foi um mero desabafo. Ando sem amigos, longe de todos outra vez.

Desperate woman

Imagem
O professor remoto que me tirou o sossego tempos atrás deu sinal de vida. Parece que anda mais maduro agora e que não se chateia mais com minhas negativas. Mesmo achando que meu marido bem que merece não tenho vocação para infiel. E falando em merecer, o mesmo deve acontecer comigo já que partimos do princípio que ninguém é perfeito, ainda mais depois de tantas crises e que se eu ouvir um eu te amo terá sido engano qualquer coisa no sentido de vou viver o resto da vida contigo é promessa vã, dita no automático. Nem precisa. Sim, me ama como alguém da família. Ponto.

Meu emprego beira o insuportável e enquanto outro não vem tenho que recuperar as forças. Sou a melhor vendedora e isso já ajuda muito. Me prometeram que assumiria o marketing mas ouvi rumores de que uma agência está fazendo (começaria com o e-mail que a dita agência está desenvolvendo). Esse era o motivo que me levava adiante naquela loja e agora foi por água abaixo.

Deixe que vá. Estou procurando outro. Despeitada, com a …

Formada em tudo?

Não sou pessoa experiente. Mas quando comparo certo conhecimento com o de outras pessoas (principalmente mulheres) da minha idade vejo que parece que vivi bem mais. Mas a vida guarda seus segredos que deixam a gente com cara de boba, bem do tipo "como naõ pensei nisso antes?". Me refiro ao conhecimento bobo, como para que serve um curvex, ou o que é lixívia. Boa parte deduzi, outra parte li, mas nem tudo aconteceu comigo. De certa forma sou bem observadora.

Não que eu queira me exibir, é que vou mais a fundo nas coisas. Isso tem um lado bom mas tem também um lado digamos, desfavorável: posso ser uma chata por saber das coisas. E viver à beira do tédio quando parece que nada mais é de todo novidade.

Pretensiosa? Juro que não. Ao menos não por esse motivo.

Ontem fui ter uma conversa um tanto tensa com minha chefe. Eu não contava com a habilidade dela de virar o jogo e saí perdendo. E hoje, estranhamente me sentia muito melhor. Mais tarde, depois de pensar bastante sobre o est…