ah como eu queria

antes de continuar a ler, aviso que deixei a ironia de lado.

Ah como eu queria gostar de música sertaneja... Já pensou? Não me irritaria no mercado (no mercado que costumava ir antes fazia as compra ouvindo a Antena 1, que saudade), nem vendo tv, nem quando estou no páteo fazendo alguma coisa e meu vizinho escutando zezé di camargo a todo volume. Nem no ônibus. Se o som do ônibus está desligado logo aparece alguém com um gadget desses em que ser tirando o fone dá para todo o mundo ouvir (para quê, meu deus...). A parte do "como assim, acha que todo o mundo gosta disso que tu tá ouvindo" vou omitir porque todos gostam, só eu que não. Ao menos não sei de ninguém que fique tão incomodado...

...e eu fico fora de mim...



Se eu gostasse, ou pelo menos aceitasse, seriam menos situações de stress. Queria ir à Ocktoberfest. Queria tentar superar os aspectos ddas que me impedem de estar em situações parecidas e achar tudo legal só um pouquinho. Outro dia falo do que me torna cada vez menos adepta desses programas. Sei que não sou única à evitar multidões.

E a praga se alastrou de um jeito que até programas infantis são ao som de tal gênero (para mim odioso). Gente até nas lojas! Os vendedores, atendentes, até dão uma dançadinha quando dá um trechinho que parece (para eles) mais interessante! Cantam junto! Isso parece muito divertido. Me imagino trabalhando ao som de Ramones e me embalando toda. RHCP e fingindo que sou a guitarrista. Está bem, menos: ouvindo Morcheeba e cantando alto "everybody loves a looseeeeer" para quem quisesse ouvir. Está bem, não tão alto, local de trabalho. Mas quando ouvisse um Koop dizer baixinho "strange looooove...". Seria muito bom. E olha que nem exagero. Dire Straits é bem popular. Bee Gees, Madonna nos anos 90, rock nacional,  gaúcho, opções que caem no gosto da maioria é o que não faltam. E nem precisa se música vintage. Maria Gadu, Norah Jones para os mais românticos... Até Lady Gaga é melhor.
No meu antigo local de trabalho, quando estávamos todos o concenso era Dire Straits e ai... aquele do cabelo da menina de "Entrevista com o Vampiro"... sabem? Sabem sim, o...Air Suply, não, mas tem Y, ai, o... peraí: xá folto, como dizem por aqui.

Simply Red! (se não fosse o google, ficaria horas inutilmente tentando lembrar).

E para quem acha que estou exagerando, eu juro da próxima vez que for a fármácia, vou fazer um filminho. Já fui em três diferentes mas da mesma rede em que os atendentes cantam junto e até balançam o corpitcho, curtindo. Deve fazer parte da entrevista: gosta dos sucessos do momento?

Deve ter algo de muito bom na música sertaneja e eu estou perdendo! Dever ser como caipirinha, que todo o mundo adora e eu só penso na pancada instantânea que dá na cabeça (ai que medo de subir na mesa e tirar a roupa na hora) e na posterior náusea. Mas todos parecem gostar muito. Até gosto, mas nem de perto do quanto gosto de outras bebidas. E quando avalio que a cachaça é baratinha e que limão se encontra em qualquer lugar penso que poderia "me divertir" mais vezes!

Minha filha fica enlouquecida quando vê Luan Santana na TV. Ela vem correndo de onde estiver só para ver o comericial e dançar um pouquinho. Está certo, ela nem fez dois anos.

Mas as crianças sabem se divertir. Não perdem nenhuma oportunidade.

Comentários

Martini Bianco disse…
hmmm... Eu também trabalho ao som de teclas e telefonemas, de luzes de pc, de sons do windows, etc.

Não desgostaria até de ouvir um sertanejo, tenho a certeza que animaria toda a gente aqui do andar (mais de 200 pessoas) que pelo menos ririam a valer. Até da musica do Tiririca (aí seria a palhaçada total).

Quanto a outras que tu falaste, tenho aqui no meu Nokia X2 tanto koop, como Nouvelle Vague e te aconselho The XX, voz melodiosa em tons rock e sintéticos. Ajuda a navegar para longe e os ponteiros andam mais depressa em dia chuvoso e cinzento.

Bjs
desculpe o auê disse…
Pode usar fones? Que bom!

Engraçado, playlist parecido com a minha... Não conheço XX. Vou lá ver.

Postagens mais visitadas deste blog

Como cada signo troca uma lâmpada

Dicas para disfarçar e controlar as lágrimas

Putz