Putz

Já falei várias vezes da minha incompetência em me manter apresentável. Não que me ache feia, mas me falta senso de lição de casa, algo que mantenha assim bonitinha* todo o tempo. Mas como uma mulher prevenida vale por duas, três ou até mais, carrego um arsenal na bolsa tipo brincos grandes, silicone (para os cabelos e tirar maquiagem se desfazendo, dá uma limpada no visual) e outras coisinhas. Não sou o tipo mulherão, então qualquer ajuda é bem vinda, desde que bem dosada, é claro.

Outro dia estávamos na obra lixando madeira e a prevenida aqui, sabendo que sairíamos de lá canssadérrimos e sem vontade de comer a comida saudável de mamãe levei roupas limpas para todos prevendo um passeio noturno. Na saída combinamos que viríamos direto para casa, adeus passeio, nada de trocas de roupas, portanto tinha perdido tempo arrumando uma verdadeira mala de viagem. Rá, mas vida instável que se preze não deixa de ter suas surpresas e meu marido mudou de ideia no caminho e decidiu que comeríamos pastel antes de chegar em casa. Ah legal, pensei, não faz mal que tô um trapo e que tinha roupas limpas ali no banco de trás do carro. Minha vontade de não me preocupar com jantar era bem maior que vontade de chegar "chegando" numa pastelaria.

E assim fomos nós. Crianças dentro do aceitável para a faixa etária e eu, na cidade onde a aparência impera, daquele jeito. Me refiro ao furinho no meu casaquinho tipo nouvelle vague, duas manchinhas de tinta na calça e as sapatinhas foscas de tanto pó. Bem a saída que encontrei foi puxar a regata para baixo (um tantinho só): esconde a barriga e mostra os peitos. Naquela semana pareciam mairores então era melhor tirar proveito da situação. Enquanto as pessoas olham para os peitos não veem o furinho no casaco e nem as manchas de tinta.

Bem, pensei duas coisas: uma é que devo processara a cabeleireira que me deixou com o visual do he-man e sem tesão nenhum por me produzir. E a outra é que para não dar uma de fazida, (sabe aquele tipo de se tanto se acha que dispensa artifícios?) devo abandonar de vez o mendigo life style.


* dizia minha irmã que bonitinha é uma feia arrumadinha - amei!

Comentários

June disse…
Eu acho que a maioria das mulheres, sem grande 'manutenção' e cuidado não são grandes mulheroes. É claro que há sempre a beleza natural, mas essa pode ser ajudada e realçada sempre muito mais, haja paciencia (e dinheiro ahah). Vou continuar a passar por aqui.

Um beijinho *
Martini Bianco disse…
...e há mulheres que qualquer trapo lhes fica bem :)
•SunSamadhi• disse…
as mulheres da tua cidade são daquelas que vão comprar pão produzidas é? affe...

Postagens mais visitadas deste blog

Como cada signo troca uma lâmpada

Dicas para disfarçar e controlar as lágrimas