De tempos em tempos

A saudade inquieta. E parece ser bem maior do deveria ser o tal sentimento que provocou-a. Incomoda mas passa.
............

Tenho um tombo de realidade. Perco a esperança. Me sinto como se o direito de sonhar, querer, buscar tivesse me sendo negado. Ainda bem que passa. Por vezes demora mas sempre passa porque sou uma sonhadora convícta e uma lutadora incorrigível.

Sempre digo que o que não me falta é objetivo, se alcanço um tenho vários outros para compensar. E continuo tentando. E a explicação (uma das) é aquela coisa do entusiasmo nas pessoas que tanto me encanta e que não quero de jeito nenhum deixar de ter.

Mas com o amor é diferente. Tem que deixar acontecer. E quando estiver sozinha novamente ficarei o tempo que for necessário. Ainda bem que já não saem da minha boca (se algum dia tive a coragem de admitir, já que a solidão se nega, é regra)coisas como a do vídeo abaixo. Não vivo nem me sinto mais só. Sim, porque o pior é a solidão acompanhada, que já vivi e sei bem como é desconcertante, perturbador, ruim de verdade.

Por quanto tempo não sei: a solidão (física) pode estar mais próxima do que imagino. Mas me sinto preeenchida. De mim mesma, pode ser.

Comentários

Princess Deluxxe disse…
nada como estar cheia de si mesma - no melhor dos sentidos. qdo a gente se ama, tudo faz mais sentido - inclusive pra entendermos a solidão.

beijinss
Martini Bianco disse…
"E quando estiver sozinha novamente ficarei o tempo que for necessário." Que mau prenúncio... mas entendo-te e a tal solidão acompanhada deve ser de longe a pior delas todas..

minha saudade...
nossos koop... :)

Postagens mais visitadas deste blog

Como cada signo troca uma lâmpada

Dicas para disfarçar e controlar as lágrimas

Putz