Nem Freud

Lendo à maneira quero ver só as letras grandes, assim superficialmente num blog amigo (pretendo reler com mais calma) já que tenho pouquíssimo tempo lembrei de uma coisa: do trabalhinho do Gui para me dar no dia das mães.

Constava:
Se minha mãe fosse um sentimento: ele fez a palavra amor e um monte de corações;

Se minha mãe fosse um animal: uma enorme girafa. Mas eu não passo de 1,60 e nem sabia que ele sabia desenhar uma girafa tão bem;

Se minha mãe fosse uma fruta: limão. Com folha e tudo.

Se minha mãe fosse uma cor: marrom. Pasmei.

Se minha mãe fosse uma palavra: legal. Escrito de várias formas inclusive com u no final.

Achei fofo. E revelador. Mas a parte da cor, alguém me explica?

Comentários

Princess Deluxxe disse…
filhos são adoráveis, né?
agora marrom... hummm... tenho a menor idéia...
=)
É marrom de chocolate, ele deve adorar chocolate.
Martini Bianco disse…
Mais uma vez fico sem palavras pela referencia aqui... (envergonhado mas feliz ao mesmo tempo :).

O Gui sabe bem e a sua maneira descrever a mae genuina que tem e q o tem como seu maior tesouro. Adorei ler e concordo, excluindo claro esta com o marron (ele sabera)

Um beijao, desde a pitoresca e secreta cidade de Ohrid no Sul da Macedonia, perto da Bulgaria e da Grecia onde voo por estes dias, perto de um lago extenso e profundo em que o ceu espelha um azul escuro, tonificado e espelhado pelas montanhas na agua, com um fresco constante no ar e casinhas cinza com telhados vermelhos, calcada creme... bonito? Eu diria que sim...

PS> Este teclado nao tem acentos nem cedilhas mas tu percebes tudo, o direto e o entrelinhas mesmo sem acessorios... :)

Postagens mais visitadas deste blog

Como cada signo troca uma lâmpada

Dicas para disfarçar e controlar as lágrimas

Putz