Gosta de vinho seco?

Devo não ser a única e ter certos preconceitos velados. Um deles é o que eu tenho com coisas e profissões tidas como fáceis. Se alguém opta por algo simplesmente por que é mais fácil, desculpe, é alvo do meu preconceito. 

Confessei. Devo já avisar que esse post não é livre de ironia.

E eu tinha preconceito com degustadoras. Pensava na graça que teria ficar alivendo o tempo passar, não usar nada do intelecto só oferecendo coisas para as pessoas. Na minha opnião eram literalmente rostinhos bonitos e só. Isso até sentir na pele o que é. A degustadora tem que se benzer todo o dia contra a inveja (todo o mundo se pergunta como foi que ela conseguiu), estar sempre bem querida, aceitar ser completamente ignorada pelas outras mulheres, sendo ou não possíveis clientes, ter um poder de persuasão "violento" e responder a todo tipo de pergunta (inimágináveis, eu garanto).

A parte do completamente ignorada pelas mulheres é um caso à parte: elas passam e nem olham enquanto os maridex que seguram pela mão ou que vem logo atrás estão sempre com os radares ligados e não perdem nada, não importa se feia ou bonita. Eles olham sempre. O que pensam eu realmente não sei. E elas se achando as espertas, as lindas, as imperdíveis. Ok. Se eles me cumprimentarem, as donzelas tem que parar e esperar o maridinho provar e aturatem minha doce presença.

No meu caso, degusto vinho e suco natural orgânico e tenho que aturar os pseudo entendidos. Gente que não entende nada de vinho e quer parecer enólogo e gente que diz que não gosta de produtos orgânicos porque sente o cheiro do adubo. Elas acham que os produtos normais, esses cheios de agrotóxicos são cultivados usando que fertilizante? Adubo orgânico, aquele mesmo que você está pensando ou seria... luz? 

Mas tem lá seu lado bom. Mas isso é assunto para outro post. Por enquanto, sigo provando do próprio veneno.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como cada signo troca uma lâmpada

Dicas para disfarçar e controlar as lágrimas

Putz