Falando comigo mesma

Segue uma série de curtas:
#Essa noite a temperatura não estava tão baixa, mas minhas pernas não sentem assim. Tenho um frio localizado. Além do kit camiseta e calcinha tive que usar meias e polainas.

#A programação da TV naõ foi feita para me irritar. São apenas estratégias de marketing, e não é a TV que está errada sozinha. Ela somente atende a demanda. Agora, se depois passa a absolver tipos feito "Leleco" e "suelen", bem, também não é para me irritar. É somente porque existem milhares de suelem por aí. E candidatos a Leleco. Tudo estratégia de mkt. O marketing é o grande vilão. Disso eu sei bem e minha convicção é tanta que defendo até o último segundo: as pessoas querem, o mercado oferece, as pessoas ainda não querem, o mercado faz parecer que é moda a muito tempo... Resumindo, não sou idiota por deixar a TV ligada na Ana Maria Braga. Ididota eu seria se achasse o máximo ou ainda pensasse que é algo pessoal. Um peixe fora d'água me sinto em qualquer lugar, qualquer condição.

#Quando estou mais gorda é que recebo mais cantadas na rua. Deve ser porque quando estou mais magra meu bumbum fica meio sem gracinha. E parece que os homens, vendo um quadril de certo tamanho esquecem o resto, gordurinhas aqui e alí não os fazem mudar de ideia e considerar a mulher feia. Tendo bumbum é o que importa, me parece. E eu preocupada com o resto todo! Menos mau porque também acho bem mais bonito um homem ligeiramente acima do peso do que abaixo. Sem nenhuma explicação. Meu marido engordou e me incentiva a emagrecer. Sinal de perigo? Quando o próprio marido (que é bem bonito, diga-se) sugere que a mulher passe a fazer dieta e exercício? Luzinha amarela?

#Esse merecia um post só dele, mas não quero me extender no assunto: meu filho está fazendo um tratamento e está um pouco melhor de mood. Pôr uma criaança no mundo, fazer tudo por ela e saber que naõ é feliz não é nada fácil e foi por isso que tentei achar uma solução. Uma criança não pode ser infeliz, não sob minha responsabilidade. Se é para ser mãe, então vamos fazer direito, fazer o melhor. Eu bem que gostaria que tudo o que aconteceu/acontece com ele fosse comigo. Mas me parece que apesar de irritadiço, contestador, mau humorado ele é forte. Dói so de pensar então paro por aqui.

#E o meu pai, que nunca foi de fato um pai desses que se vê por aí, que as pessoas tem orgulho, e que recebem cartões no dia dos pais, quebrou os pratos comigo e de tão orgulhoso não vai nem tentar colar os cacos. Éramos amigos. Nunca vi nele um protetor. Na verdade, a defensora dele era eu. Me sinto mal por não poder desempenhar meu papel. Isso também dói.

#E minha mãe, está vivendo livre e alegre como nunca tinha vivido antes. Ah isso sim é bom ver... Eu disse para ela tantas vezes que a separação é ruim só no começo... Depois passa! Agora é hora de abrir os braços!


Comentários

Martini Bianco disse…
Eu seria um daqueles que se visse a moça com uns quilos a mais, a cantaria ainda mais, porque nao gosto de "saco de osso" ambulante e por acaso noto que as mulheres quando dão uma de emagrecer perdem logo onde não deveriam... peito e bunda :), portanto assim é melhor manter uma ou outra gordurinha :)

Beijo

Postagens mais visitadas deste blog

Como cada signo troca uma lâmpada

Dicas para disfarçar e controlar as lágrimas

Putz