Ideia fixa.

Se tem uma coisa que não aceito é ficar confusa, sem saber o que pensar. Sem opnião, com dúvidas. Vou até o fim. Fico realmente obcecada por resolver logo o assunto.

Não que tenha me deixado confusa, mas Lisbeth de "Os homens que não amavam as mulheres" me deixou com sentimento parecido. Fiquei pensando nesse personagem vários dias. Coisa igual aconteceu em "Closer, perto demais" com o personagem da Natalie Portman.

Lisbeth é linda. Esquálida, estranha, mas linda. Por causa desse personagem (e do charme de Daniel Craig que me conquistou de vez) quero ver todos da série (ouvi dizer que tem), ler os livros, ver a versão sueca e tudo!


Gosto de pessoas assim, que se entregam, que são autênticas, que a mensagem que transmitem é do que elas realmente são. 

Comentários

Martini Bianco disse…
Eu também adoro a Rooney Mara, até do nome dela, tão andrógino.
Vou ver já esse filme... não aguento mais :)

Postagens mais visitadas deste blog

Como cada signo troca uma lâmpada

Dicas para disfarçar e controlar as lágrimas

Putz