Frase do dia

"Como são admiráveis as pessoas que não conhecemos bem" Millôr?

Nada a ver com o post que se segue.

Tenho um amigo aqui que sei que lê muito.

Hoje estou especialmente feliz porque ontem comprei dois livros para as crianças e enquanto eu arrumava meu quarto (que parece de adolescente, a julgar pela aparente bagunça) foi cada um para sua cama ler seu livro. Me vi neles. E fora o DDA do Carlos, não consigo me ver nos meus próprios filhos, nem na Mari que é menina. Ela e toda elegante e comedida nos gestos nos seus três aninhos, eu já não sou tanto assim. Ando toda maquiada, enfeitada, pulseirisada, fashion, mas tenho aquela coisa de bailarina. Tanto que meu filho de desenhou de all star. Franja, cabelo pelo ombro, e all star. Jurava que ele me desenhar de vestido e sapatos.

E ontem me vi neles. Feliz por estarem lendo e por esse amor narcisista típico de quem tem filhos.

Carlos pega algo com letras e para imediatamente para ler. Mal sentado, em pé, escorado, deitado, tanto faz. Minha infância e adolescência passei lendo. Acho que a leitura me tornou uma pessoas mais interessante, mais consciente e me livrou das drogas e de outras coisas também. A cada livro era um mundo novo que eu entrava, bem mais interessante que minha vidinha no interior. E não dava tempo de pensar um fumar um baseado ou sentar numa parada para beber cachaça na garrafa com os amigos que eu tinha na época. Eu lia olhando TV, comendo, à luz de vela se fosse preciso. Era um vício.

Agora não consigo ler tanto como antes, leio mais com eles do que livros de adulto. Minhas leituras são mais técnicas e o livro dos espíritos (para ver se me domo um pouco).

Gosto desses livros infantis não só pelo texto, fico olhando longamente as ilustrações também.
Um dos que achei lindo foi A Formiga Amiga:
vpmbfl-kit-2010-024.jpg (480×583)

Gostei muito do "O mais gigante" Isso aí verde na capa, acredite, é o amor. Não é exatamente um livro infantil.
image_preview (212×300)

O engraçado é que um livro que ele trouxe sobre Pelé, era uma versão traduzida. E o governo que incentivou. E não é o primeiro livro estrangeiro que ele traz. Se eu quiser realizar meu sonho de ilustrar um livro infantil vou ter sair do país?




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como cada signo troca uma lâmpada

Dicas para disfarçar e controlar as lágrimas

Putz