Quanto custa ter o direito de ver um filme quando quiser, desenhar, ler, estudar, ser dona da própria geladeira, educar os filhos como achar melhor e ter um horário razoável para dormir?

Quanto custa não ter ninguém te dizendo que tu é muito ciumenta com os kids (juro, não é ciumes, a doente que me chama assim é doente mesmo)?

Quanto custa não tomar chimarrão e nem beber? 

Quanto custa perder as próprias coisas e encontrar no mesmo estado, dentro de casa?
Jogar um god hand bem tranquila? Fazer um macarrão com molho branco e nada de carne? Deixar o pratinho do Carlos na geladeira e saber que vai ser essa (e nao um salgadinho que eu não dei) a comida que ele vai comer no outro dia?

Quanto custa ter um gato?

Quanto custa transar com o próprio namorado? 

Quanto custa ser livre, ainda que dentro dos próprios limites, mas não dentro do limite dos outros?

Aí ele me diz: alguns dinheiros! 

Se eu tenho esses dinheiros é isso mesmo que vou fazer. 




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como cada signo troca uma lâmpada

Dicas para disfarçar e controlar as lágrimas

Putz